Bidi Carlesso: secretário é para organizar os trabalhos e fazer projetos, não pintar cordão

Vereador do PDT questionou atuação do secretário da Agricultura

Adriano Ellwanger

Carlesso falou que pagamento de horas-máquinas virou fonte de receita para contratar cc’s

 

O vereador Bidi Carlesso (PDT) fez dura crítica às pessoas que andam defendendo que o secretário da Agricultura Mário Marchi estava pintando os cordões meio-fio no centro da cidade. “Que mão-de-obra cara. Pagar cinco mil reais por mês pra um secretário da Agricultura. Será que é esse o projeto que ele tem, pintar os cordões da cidade? Esse não é secretário pra mim. Secretário é aquele que vai lá organizar, fazer projetos, não aquele que vai pintar cordão. Ele deve não saber fazer mais do que isso”, disparou.

O vereador disse ter ouvido que o secretário da Agricultura andou brigando na Secretaria da Agricultura com um munícipe que foi pedir máquina. “Gostaria de saber se houve ou não houve a agressão, se foi aberta sindicância para esse secretário, hoje adjunto para dar emprego para sua filha, pois vocês sabem que o nepotismo está aí. São coisas que muito me frustram, porque ouvia que a agricultura ia ser prioridade. Duma folha de pagamento que deixamos em 470 mil hoje está em 607 mil . É uma milhão e trezentos por ano que poderiam privilegiar a agricultura”, disse.

Carlesso citou também que um agricultor vai gastar quase dois mil reais para fazer terraplenagem de um aviário novo e carregar a cama de aviário. “Cada vez mais a nossa agricultura está sendo esquecida. Parece que a cobrança de hora-máquina está sendo uma nova receita para a prefeitura, de repente para botar mais cc’s. Recebi também reclamação de um senhor que ao pedir a minicarregadeira para carregar cama de aviário foi dito que a prioridade era varrer a cidade para depois limpar o aviário. Acabou tirando tudo com a pá a cama de aviário e como não teve caminhão, acabou tendo de colocar de volta pra não perder o lote de pinto”, pontuou.

Uma Resposta para Bidi Carlesso: secretário é para organizar os trabalhos e fazer projetos, não pintar cordão

  1. Alexandro ogliari 2 de agosto de 2017 em 16:02

    Bidi tem toda razão. Acrescento ainda, que embora seja escolha política do prefeito/partidos da base, os secretários e segundo escalão tem de possuir conhecimento e trajetória profissional compatível com o cargo, sob pena de ficarem de firula e pouca eficiência/produtividade depois de empossados.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *