Vereador Robson Klaus diz que administração não para de trabalhar em prol da agricultura

Líder do governo falou ainda que print’s contra administração sobre pavimentações de ruas foram maldosos

Adriano Ellwanger

Robson Klaus

 

Ao se manifestar no espaço de pronunciamentos pessoais na sessão de hoje (8) da Câmara de vereadores de Boqueirão do Leão o vereador Robson Klaus (MDB) tratou de diversos assuntos, entre eles o projeto que trata da isenção de horas máquinas para construção de aviários. “Aparentemente 80 horas parece pouco. Mas para quem não tinha nada é um bom auxílio. Estamos sempre correndo atrás para ajudar a agricultura”, disse ao citar que a atual gestão já auxiliou o setor agrícola, como o setor leiteiro, sementes forrageiras, repasse de carretões hidráulicos, duplicação da semente de milho, distribuição de semente de milho transgênico e agora distribuição de adubo mineral. “Noto que diversas categorias de trabalhadores deste país estão em greve. Mas apesar de tudo o que enfrentam os agricultores não fazem greve”, pontuou.

Disse que há 15 dias estava no hospital em Santa Cruz do Sul a fim de passar por exame onde começou a receber print’s (reproduções) de um comentário feito pelo prefeito e um secretário em grupo de WhatsApp. “Foi uma atitude maldosa. Sou filho de agricultor e se tenho alguma coisa na vida conquistei trabalhando. Se souber que a administração está fazendo isso serei o primeiro a vir a esta casa e denunciar”, disse ao pedir que as pessoas pensem e analisem os dois lados de um assunto antes de se manifestar. “Quero deixar registrado aqui que a administração faz um trabalho honesto. E se a oposição não acredita pode fazer mais algumas denúncias, pois as já efetuadas foram arquivadas”, colocou.

Falou sobre o chá da Liga Feminina de Combate ao Câncer e deixou os parabéns aos voluntários que atuam nesta causa nobre. “É entidades como essa que devemos ajudar”.

Comentou sobre o reinício das obras de asfaltamento da ERS 421 e lembrou de todos que se mobilizaram para tornar esse sonho realidade. “Agora será concluído e se Deus quiser dentro de seis meses iremos a Lajeado com a estrada totalmente pavimentada”, explanou Robinho.

Robinho pontuou também o projeto de enterro de animais e afirmou que após o fim dos serviços gratuitos os comunicados diminuíram 90%. “Os agricultores devem se conscientizar e chamar o serviço somente quando o animal precisa ser removido”.

Quanto aos ônibus escolares, disse haver a necessidade de sentar com calma e estudar o assunto que não é tão simples quanto parece.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *