Acusado de matar léo-boqueirense em Sapucaia é condenado a mais de 19 anos de reclusão

Júri popular ocorreu hoje no foro da cidade de Sapucaia do Sul

Foto: Reprodução Facebook

Edi Bonassi tinha diversos parentes e amigos em Boqueirão

 

Ocorreu nesta quinta-feira, 21 de novembro, em Sapucaia do Sul, na Região Metropolitana, o julgamento de Márcio Adriano Batista Ribeiro, 43 anos, acusado de ter matado em 25 de outubro de 2016 a léo-boqueirense Edi Santina Bonassi, 57 anos. De acordo com o advogado Robson Klaus, que acompanhou a sessão do tribunal do júri no foro daquele município por ser sobrinho da vítima, Ribeiro foi condenado a 19 anos e 6 meses de reclusão em regime fechado.

O FATO
Edi morava havia anos em Sapucaia do Sul e quando o crime ocorreu era proprietária de uma loja de roupas no bairro Sete. Seu corpo foi localizado pelo seu filho, que estranhou o fato da loja –que ficava junto a residência da mãe, estar fechada até próximo às 11 horas da manhã. O automóvel da vítima (localizado posteriormente em São Leopoldo), câmeras de monitoramento e um computador foram levados do local. Ribeiro estava preso preventivamente desde dezembro de 2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *