Município de Forquetinha asfalta estrada de acesso com recursos próprios

Obra de pavimentação na Vila Storck avança e usuários elogiam projeto custeado pelo Município

Foto: Divulgação

Obra em Vila Storck está sendo executada pela Construtora Giovanella

 

Forquetinha – “Quando este asfalto estiver pronto teremos mais facilidade para acessar a BR-386. Percebe-se que hoje a alternativa mais utilizada pelos nossos munícipes e vizinhos é pelo bairro Conventos. O movimento intenso de carros e pessoas, além dos buracos, resulta em congestionamento e aumenta o perigo de acidentes”, relata a moradora e estudante de Pedagogia Bruna Trojaike Gräbin.

Diariamente ela percorre o trajeto para chegar ao trabalho, na escola municipal de Ensino Fundamental João Batista de Mello, onde atua como secretária. O projeto também deve beneficiar a secretaria de Saúde e usuários de outras cidades.

“O trajeto é muito utilizado para levar pacientes para hospitais em Marques de Souza e o escoamento da produção agrícola e demais produtos. O asfalto melhora a segurança e a trafegabilidade, além de minimizar os prejuízos nos veículos causados hoje pela estrada de chão”, observa.
Durante as últimas semanas as máquinas da Construtora Giovanella, vencedora da licitação trabalham na base, compactação e abertura de valas para posteriormente iniciar a colocação do asfalto.

Conforme o engenheiro responsável pela obra, Everson Kerbes, todas as normas do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) foram observadas na elaboração do projeto. Foram substituídos os locais com solo inadequado, o chamado solo de granulometria bastante fina, que plastificam com a presença de umidade, por material adequado.

“Além de observar o traçado natural, foi projetado para diminuir as pequenas curvas deixando a rodovia mais reta possível sem a necessidade de desapropriações. Nós pontos críticos o projeto prevê a elevação do nível da rodovia em até 60 cm, evitando com isso recorrentes inundações”, explica.

Trabalho intenso
O secretário de Obras, Adair Pedro Groders acompanha de perto o trabalho e destaca a importância do projeto. “Por aqui passam a maioria dos caminhões carregados com ração, suínos, aves e demais produtos. Foram anos de espera e agora, graças à boa gestão, conseguimos fazer o asfalto com recursos próprios”, afirma.

De acordo com o secretário do Planejamento, Vianei André Noll, toda obra será custeada com recursos próprios – cerca de R$ 837,2 mil. “Trabalhamos para em breve iniciar a segunda etapa onde pretendemos pavimentar mais 1.350 metros de extensão”, adianta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *