Vereador Jair Grutzmann destaca atuação do Instituto Crescer Legal

Essa foi à última sessão Ordinária antes do recesso de julho

Grutzmann do PTB

 

A atuação destacada do Instituto Crescer Legal pautou na noite desta terça (26) a fala do vereador Jair Grutzmann no espaço de explicações pessoais da Câmara de Vereadores de Boqueirão do Leão. Segundo o vereador, um censo do IBGE apontou o município com alto índice de trabalho infantil, tendo em vista que os filhos responderam no questionário que trabalhavam com seus pais na lavoura, o que não é verdade, pois todos sabem que os filhos ajudam seus pais, mas não são explorados. “Em um município essencialmente agrícola como o nosso há uma tendência dos filhos ajudarem os pais”, disse. Sobre o instituto, Grutzmann lembrou que no ano passado 16 jovens do município de 8 comunidades foram selecionados para participar do projeto criado há cerca de 5 anos. “Temos que agradecer a comunidade de Alto Boqueirão, onde os alunos passam -agora não em virtude da pandemia, a maior parte do tempo durante o dia fazendo suas refeições e nas lavouras”, disse ao classificar o instituto como extremamente importante para incentivar os jovens a ficar no setor agrícola, já que hoje bastante gente arruma emprego e vai trabalhar fora. “Todos os jovens recebem um valor mensal e com isso podem ir se preparando para o futuro e ajudando suas famílias com o conhecimento, sabemos que já são colhidos frutos desses cursos compartilhando com os pais”, disse ao parabenizar os pais que deixaram seus filhos participar e as empresas que estão proporcionando o curso. “Sabemos que a participação dos alunos não termina com o fim do curso, pois vão participar da formação de outras turmas. O curso recebe muitos elogios”, pontuou.

Pediu ao líder do governo como anda a questão dos adicionais dos professores que lhes foi tirado e solicitou mais uma vez patrolamento no acesso a propriedade de Adoildo Gilmar na Raia, onde segundo o vereador há dificuldade de acesso e falta canos de bueiros. “Diz que de moto ta difícil de sair da propriedade e faz tempo que estão pedindo”, colocou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *